Cores

Vou postar um desabafo aqui. Algo que não tem lugar no mundo, que ninguém precisa ler, algo que na minha vida não faria sentido. Vou postar aqui porque, apesar de tudo, esse é um canto meu que nenhum dos meus conhecidos tem acesso e que ninguém me julga. Ninguém me conhece.


Cores.

São duas da manhã no mundo real, eu estou presa no meu mundo, inundada de pensamentos que, em sua maioria, não fazem o menor sentido. A maior parte das frases que penso começam com "eu", mas esse pronome é o pior para começar frases. O "eu" é desprezível. Penso nele - nessa caso, nela - com uma certa frequência. Não me culpo. O Eu tomou um espaço grande na minha vida nos últimos tempo. Olhei as atualizações dos meus amigos mais cedo, meus antigos amigos, se divertindo, com seus novos amigos. Não entendo o que sinto pelas pessoas, mas sei o que tenho de fazer. Eu preciso me desapegar. Eu preciso de mais "eu" e menos "nós". Eu preciso de mais "agora" e menos "antes". Como substituir a saudade por contentamento? Como substituir o desespero por tranquilidade? Sinto que ninguém mais se importa. Sinto que eu sou a única que olha os status dos outros e pensa "eu gostaria de estar com você". Alguém gostaria, verdadeiramente, de estar comigo? Sinto vontade de chorar.
Antes de ontem eu fiquei com muita raiva, uma raiva que cresceu dentro de mim e tomou a forma da violência. A ira me perseguiu. Bati meu braço com força na mesa. Dei duas mordidas no antebraço. Hoje meu braço está roxo e as marcar dos meus dentes saltam em alto relevo, quase que inflamadas. Alguém mais é tomado por ira a ponto de se machucar? Sinto vontade de ligar para ele.
Ele não me entende, mas me ama. Eu também não o entendo. Gostaria que ele fosse mais frágil, mais vulnerável. Ele é intransponível, sinto que não nos comunicamos. Penso nele. Deve estar dormindo agora e nem se lembra de mim. Por que é tão importante que ele se lembre de mim?
Será que alguém mais depende tanto dos outros que passa madrugadas na cama sentindo saudades? Por que eu dependo tanto dos outros? Eu quero me desapegar, quero pensar no "eu". Quero pensar em mim. Quero que esse meu mundo cinza não precise de outrem para se tornar colorido. Onde estão meus lápis de cor, minhas latas de tinta, meu giz de cera, minha auto estima? Quero criar minhas próprias cores, mas, logo que termino de pintar, as lágrimas apagam tudo.


Conta-me! Como é ser feliz?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

5 comentários:

Dreaming Out Loud disse...

Oii flor, já estou seguindo. primeiro: Minha meta inicial tbm é perder 20kg (depois disso eu vejo se quero mais){pq engordei esses 20kg nos ultimos 2 anos O.O}. Segundo: Eu tbm tenho uma meta parecida com a sua, a minha é de perder 3kg por semana, mas comecei com ela essa semana então ainsa vou ver se consigo. Terceito: MINHA NOSSA! eu também escrevo *-*, amo mesmo escrever, e por esse post vc leva muito jeito pra coisa.
quanto ao post:
Eu sei bem como é isso, mas não acho que desapegar é a solução, vc mesmo disse ele te ama e isso é o suficiente, flor, ninguém vai entender a loucura que cada um vive =\ mas amar já é o suficiente pra te abraçar e estar ali com vc. Vai ver ele não sabe como agir. "Alguém mais é tomado por ira a ponto de se machucar?", minhas cicatrizes nos braços e coxas respondem isso por mim. =\
"Será que alguém mais depende tanto dos outros que passa madrugadas na cama sentindo saudades?" posso garantir que sim, e muita gente mesmo, (olha eu aqui). Isso tudo é normal e todo mundo passa, basta relaxar , respirar e seguir em frente. Sei que seja lá quem ele for, ele te ama e vc o ama e isso pode não ser tudo, mas é o suficiente. é o suficiente pra quando vc pensar em desistir dele, pra quando vc pensar em se machucar de novo, é o suficiente pra se manter num lugar bom, pq tudo q vc fizer contra si mesma vai macucá-lo e tudo que machucá-lo vai te machcucar tbm. Conta comigo linda :**

Mari disse...

Senhor, você escreve maravilhosamente bem. Sei que nem é o momento adequado para fazer elogios da sua escrita, quando você está passando por uma barra como essa.
Nem sei, muito menos, o que dizer para te animar um pouco. Não sei que conselhos dar, se é que eu soube algum dia. Mas olha, você não é a única. Eu também tenho essa necessidade enorme em pensar mais em mim do que nos outros. Eu coloco a culpa no meu signo, na minha "compaixão"... Mas no fundo eu sei que é burrice mesmo. Eu me dou muito para os outros, me preocupo demais.
E a sua necessidade de ser "pensada" por ele, acredite, não é só você. Eu também quero que ele pense em mim. Tenho essa necessidade, fico me perguntando o tempo todo se alguém pensa em mim.
Então, mantenha a força, fica firme. E evite se auto-mutilar nas crises de ira. Eu tenho crises de ira também, mas evito me machucar ao máximo. Senão acho que perco o controle, sei lá...
Um grande beijo, se cuida <

Thalita disse...

Adorei como escreveu e o que escreveu, dou muito valor a isso.
Talvez vc também tenha de "arrumar" novos amigos, fazer eles pensarem em ti...
Evite de se automutilar, isso só tras consequencias ruins e pouco ajuda. Bjs

Dinha disse...

Oun é muito lindo seu texto.. Eu preciso e depende e me importo demais com os outros. Sofro por isso.
Meus amigos reprovaram na faculdade e agora eu to sozinha, isolada na minha turma, e eles nem se dao ao trabalho mais de me procurar, nem me avisar quando vao sair.
Esquecem.

Ao contrario de vc nao fico com raiva, fico trsite triste triste e desanimada.
Queria mais apego.
Mais apego dos outros pra mim, e menos de mim pra eles..

Enfim, espero que vc melhore.
Beijos.

Ana F disse...

oi, às vezes também me sinto assim... nem parece que conheço ninguém, vivo solitária. Mas somos humanos e sentimos necessidade de ter a aprovação dos outros, e as pessoas que falam que não ligam pra o que os outros pensam são as que mais sentem medo de não serem "aprovadas" e se escondem atrás de uma mascara de desdém. É isso.
Mas não desanime, daqui a pouco vc e eu teremos novas amizades e estaremos num novo momento da vida. Beijos

Postar um comentário